Preparado para toda boa obra
27/12/2017
Vila Real promove Encontrão Infantil
14/01/2018
Exibir tudo

Uma das frases que mais ouvi na minha trajetória de fé foi: ” O evangelho de Jesus é simples”.
De fato essa afirmação por mais que nos soe como um chavão, tenho que concordar que é verdadeira.
A pergunta é: se o evangelho é simples porque as vezes há uma certa dificuldade em seu entendimento?
Aqui existe uma questão primordial e está ligada diretamente à quem está verbalizando as escrituras.
Considero três pontos fundamentais para uma mensagem ser compreendida:
Primeiro: Toda pregação precisa conter um começo, meio e fim. Não se pode começar uma mensagem e deixá-la ao vento, ela só terá a eficácia devida quando ao final houver uma aplicação pessoal ou coletiva.
Segundo: Não se pode interpretar a Bíblia a partir do meu óculos cultural. Ou seja, não é o que eu penso mais o que a Bíblia quer dizer de fato.
Terceiro: a igreja, talvez, seja um dos lugares mais democráticos do mundo. Nela há pessoas de diversas culturas, grau de escolaridade, níveis sociais e econômicos dos mais diversos. Por isso a linguagem usada em uma pregação deve ser a mais simples, clara e objetiva possível, complicar jamais.
Devemos pregar em tempo e fora de tempo, com graça, sabedoria e unção, fazendo a verdade da palavra ser conhecida por quem a ouve, só assim haverá libertação.

Presbítero Pedro Paulo Ponciano Júnior
Coordenador Escola Bíblica Dominical – Congregação Sede